terça-feira, 29 de maio de 2007

Superação nem sempre reconhecida

De 25 a 31 deste mês, Praia Grande foi sede dos Jogos Abertos Brasileiros, uma competição de importância que reúne atletas de ponta e novos nomes do esporte que surgem no país.
Essas fotos são de autoria de Fred Casagrande, das competições de natação ocorridas em Santos.






Fui escalado entre várias coberturas para acompanhar as disputas de atletismo. Faço estágio de jornalismo na Assessoria de Imprensa na Prefeitura de Praia Grande, e lançamos notícias diariamente em nosso site. E nestes esportes, estivemos com um QG na quadra perto das competições, informando tudo que acontecia nesses dias. Então, lá fui eu!
Leia minha matéria do primeiro dia de competições de atletismo, clique aqui
Para a matéria do segundo e último dia de competições, clique aqui

Um esporte de tradição, o atletismo é considerada uma das provas mais humanas, pois desenvolve os movimentos básicos do homem (pular, saltar, correr).
Estive sábado (26) e domingo (27), em São Caetano, conhecendo as modalidades e os atletas que passavam por lá. Ao som do super clássico Chariots of fire, fui me deparando com muitas personagens importantes para o Brasil, umas levavam ouro, prata e bronze; outras nem ao pódio subiam, mas estavam lá também, disputando e representando muito bem suas cidades e estados.
O 1º lugar geral nas competições foi para São Paulo, destaques para Elisângela Adriano, arremesso do peso e lançamento do disco; Alessandra Rezende, no lançamento do dardo e Andréia Pereira, também do arremesso do peso.
Esses destaques são dados não só por causa do ouro ou prata conquistados nos Jogos, mas sim por também estarem classificados para o Pan-Americano, em Julho, no Rio de Janeiro. Uma delas já garantiu vaga para as Olimpíadas de 2008, na China!
Ou seja, são super atletas que irão representar o Brasil em competição de grande nível e que, infelizmente, muita gente desconhece.
Competições como essas, modalidades como essas, atletas como essas e esses, são quase sempre deixados de lado, por falta de patrocínio e de apoio. E normalmente os esportes mais bem patrocinados são o que sempre estão na mídia, como o futebol.
Porque o o Brasil não pode ser também o país do esporte, como geral? E não só do futebol?

Fico feliz com a atual divulgação do volei brasileiro, principalmente o masculino que vem ganhando atenção de todos, assim como o futsal - todos podendo mostrar seus talentos...
Se mesmo com dificuldades esses atletas chegam a competições como um Pan ou Olimpíadas, já imaginaram se tivessem investimento desde o começo, quando muitos têm de abandonar o esporte para trabalhar e sustentar a casa?!
Peço que divulguem sempre essa idéia, a de que o esporte aliad a educação pode sim, dar novos horizontes a nosso Brasil. Como esses, existem muitos espalhados pelo país. Não é questão de mostrar atleta X ou Y. É mostrar que o esporte merece destaque, pois assim, seus praticantes serão reconhecidos, além de seu empenho.
Aqui ficam algumas imagens do que já aconteceu até agora, até o último dia serão muitas provas de raça e imagens belas como essas! Superação, força, humildade, competitividade e grandes sonhos: esses atletas têm de sobra.
Quem sabe um dia esses guerreiros de tempos modernos tenham o mesmo respeito que os competidores de Olímpia, na Grécia. Tempo em que esporte era sinônimo de honra.
Esta é apenas uma das modalidades que estão sendo disputadas nesta 16ª edição dos Jogos Abertos Brasileiros.

É isso...
eLi
:-]

A seguir, imagens, por Edmilson Lelo


Prova de 100 metros sobre barreiras. Média de 14 segundos para chegar ao final
Salto em altura. A envergadura e tamanho do atleta são importantes para boas marcas
O martelo lançado é uma espécie de esfera metálica amarrada a uma haste de arame
É possível ver a alça do martelo na mão desse lançador, antes de jogar
"Com esse resultado, quem não melhora?", brincou a atleta que sentiu fortes caimbras, mas levantou-se rapidamente quando ouviu o anúncio de seu ouro
Arremesso do peso, uma prova que é especialidade de Elisângela Adriano, de SP
Provas rasas. Corridas curtas ou mais longas que exigem muita resistência dos atletas
Alessandra Rezende. Muito linda e simpática. Destaque da equipe de São Paulo, já tem vaga garantida para o Pan-Rio e Olimpíadas da China (2008), que coisa, não!?!?!

Quick, atleta de salto triplo do Paraná. Ouro em uma das provas mais tradicionais em atletismo
Eli, como é conhecida Elisângela Maria Adriano e Eli (eu). Detalhe que vira e mexe gitavam o nome dela "Vai Eliii" "Garra Eliiii"...então pode-se imaginar as confusões que eu fazia. Bem, essa Eli é destaque (ouro) em arremesso do peso e lançamento do disco. Vaga garantida no Pan-Rio. outra menina simpática e sem frescuras, aliás uma característica desse esporte. Me impressionou a simplicidade de todos

3 comentários:

Bartira disse...

Amore, nem preciso falar da inveja (inveja boa!) que tô sentindo, né? queria estar aí com você, cobrindo essas coisas...

Fantástico... vc tem futuro, garotinho!

Eli K disse...

fala sério...nem tanto...
:-]

Eli K disse...

E que venham os Jogos Abertos do Interior, logo mais, em outubro!
:-]