sexta-feira, 30 de janeiro de 2009

Energia

Um poema doce (um fragmento dele)...
Poesia doce sim, de um "rebelde" e russo Maiakóvski, que adoro.
A tradução é de Emílio Carrera Guerra:
Estrela

Escutai! Se as estrelas se acendem
será por que alguém precisa delas?
Por que alguém as quer lá em cima?
Será que alguém por elas clama,
por essas cuspidelas de pérolas?
[...]
Escutai, pois! Se as estrelas se acendem
é porque alguém precisa delas.
É porque, em verdade, é indispensável
que sobre todos os tetos, cada noite,
uma única estrela, pelo menos, se alumie.

3 comentários:

andrea disse...

gente é pra brilhar!!
lembro sempre disso!
eli, vc mora no rio?
beijo rpa vc

andrea disse...

olha q bobagem, vc mora onde, eu quis dizer... sei q é são paulo.
bj

eLi disse...

Pois é, não moro no Rio!
Moro no litoral de Sampa! Praia Grande!

Beijo