sexta-feira, 20 de fevereiro de 2009

Carnaval

É carnaval, enfim!



"Amor de Carnaval", com Elis Regina e Jair Rodrigues, em épocas de "2 na Bossa"

6 comentários:

nora disse...

OI, Eli. È Nora. TD bem? somos conhecidos pelo blog da Andrea. Que cada dia ta mais bacana, né?
Resolvi me apresentar devidamente.
bjs

eLi disse...

Opa!
Prazer em receber sua visita, Nora!
Sim, sim, o blog da Andréa é legal sim. Diversificado, nunca é uma coisa só.
Lembro de você, em uma citação sobre suas habilidades no violoncelo, certo??
Eu toquei por um tempo e tenho grand admiração por esse naipe!

Beijo grande, passo lá!

J disse...

Comentário psicanalítico: carnaval é data que não deixa saudade (rss).

eLi disse...

Pois é, J!
Acredito que nesse caso, depende do folião.

Até até mesmo essa falta da saudade pode ser encarada como uma talvez decepção pela festa não ter sido como esperava, mas mesmo assim, saudade (mas de algo que não se teve).

Abraço e obrigado pela visita!

J disse...

Olá, Eli. O 'J' aí em cima é o João; ou melhor, sou eu rss. (Não consigo mudar esse 'J' pra 'João'...)

Desculpe o comentário obscuro. Faltou explicação.
Escrevi-o pensando na quarta-feira de cinzas: depois de alguns excessos do carnaval, os cristãos jogaram um balde de água fria na festa - o dia de cinzas. Tem um pouco de culpa nessa atitude...

Vou deixar a frase mais complicada: 'Carnaval não deixa saudades, só aumenta a nostalgia do amor'.

Ah, te mandei uns 3 e-mails. Mas parece que vc não recebeu nem um. Mando novamente.

Até mais, Eli. Abração.

eLi disse...

Eu sabia que era você, João, pelas palavras!
Entendi e agora dou um pouco de razão a você!
A igreja, sobretudo a católica, tem muito disso: esconder fatos e culpas!

Abração e recebi sim, o email, mas estou de férias e nem tive tempo de responder sobre!
Abração.