segunda-feira, 16 de maio de 2011

Amigo do trabalho

Ele entrou na sala de bate papo virtual.
Objetivo: garantir a diversão da noite seguinte.
Até que encontrou aquele que pareceu um cara quente.
Há cinco anos pratica esta modalidade de "sexo fácil".

Encontrou um perfil interessante,
Forte, não tão alto. Tatuado.
Mais velho e vivido.
Pela conversa, um homem muito centrado.

Marcaram um papo real e inicial no shopping.
Ao se depararem, viram que as características
Além de combinarem, agradavam mutualmente.
Eram ambos negros, com diferenças de idade apenas.

Conversa vai,
Aparece a hora dele avançar e, talvez, sair dali,
Para convidar seu novo amigo
Ao famoso "lugar mais a vontade".

Antes que ele jogasse sua proposta,
Seu pretendente, de frente pra si, à mesa, na praça de alimentação,
Acena para alguém do outro lado.
Lá está uma garota que sorri, estranhamente, respondendo-o.
Ela estava levemente estressada, como quem está na correria.

Ela chega à mesa já perguntando:
"É este, então?"
"Como assim?", rebate o pretendente.
"É este o cara da internet?"
"Que cara? Ele é meu amigo do trabalho."
"Eu sei que é a bixona com quem você tá saindo!"

Surpreso, ele percebe que (já) está envolvido
Em um barraco em público.
O cara da internet,
Além de atirado, é casado. E com uma mulher.

"Quem é você? Tá saindo com meu marido?"
Ele, sem querer envolver-se, lança leve ironia:
"Desculpa, não te conheço."
"Responde! Você sai com ele?"
Sem reação, resolveu repetir a mesma desculpa ouvida anteriormente:
"Sou amigo dele, sou do trabalho."

Um tapa dela na cara dele, mostrou que a moça não acreditou naquilo.
Envergonhado, ele levanta-se e sai,
Deixando a menina prestes a sair correndo atrás dele,
Mas, por alguma razão, prefere ficar berrando a todos,
"Volta aqui, cara! Se quer meu marido, pode ficar.
Este canalha é inteiro seu!"

Por fim, na enfermaria, ele teve de explicar a história ao segurança,
Para registrar ocorrência,
Enquanto a enfermeira fazia curativo no rosto,
Marcado com um vergão,
Vindo da aliança
Da mão da garota,
Mulher do cara,
O maduro que acabara de conhecer,
Da internet.

7 comentários:

Vampira Dea disse...

Bom conto e descreve uma realidade na qual as mulheres não suportam: Perder para diversidade. Pq aí no caso as armas são diferentes e para nós são melhores então fica difícil vencer.
Um beijo meu lindo e meu niver ainda é semana que vem, estou postando os presentes. Se quiser me dar presente rsrsr pode ser um conto, uma foto, poema, desenho o que quiser rsrsr e estou divulgando muito todos os blogs.

eLi disse...

Oi Dea!
Infelizmente é #fato. Você usou uma palavra legal: diversidade. Ao mesmo tempo em que vivemos em um mundo cada vez mais friendly e aberto à causas homossexuais, a impressão é que, de alguma forma, as pessoas passam a abrir as mentes e exageram. Uma coisa é a pessoa ser hetero e resolver sair com alguém do mesmo sexo. Outra coisa é além de ter este desejo, trair a pessoa com quem está. Triste e cada vez mais real e latente nos lares brasileiros. Infidelidade é podre. Pior do que ter desejos 'secretos' é realizá-los ferindo direta ou indiretamente a terceiros. Pôlemico...

Obrigado pelo comentário, pela visita, presença e pelo convite!!!

Simone disse...

Meu Deus, que situação complicada!!!
Quando era mais nova, dizia que não admitiria uma traição em hipótese elguma e que, se viesse a acontecer, que fosse com uma pessoa do sexo oposto ao meu, ou seja, desse jeito como foi relatado no seu texto... Eu achava que ser trocada por uma mulher era mais dolorido, sei lá.
Hoje em dia, mais madura, percebo que niguém é de niguém, e as pessoas tem que correr atrás da felicidade, de preferência sem magoar ninguém.
Muito difícil, prefiro não imaginar e nem nunca ter que passar por isso.

Beijos.

eLi disse...

É o que a maioria das mulheres dizia há uns 10 anos.
Hoje, diante desta realidade, muitas ficam mesmo na dúvida se é "melhor" mesmo ser traída por uma mulher ou um cara!
As coisas estão muito fáceis hoje. A internê ajuda e muito. Mas para mim ainda é preciso ser fiel. A si mesmo e com a pessoa do lado! Traição é triste e é uma das piores coisas que se pode dar a alguém. Que acabe de forma digna e necessária antes que a traíção (vinda da fraqueza) apareça!

Beijo, Simone!
Obrigado pela presença!

Simone disse...

Isso é verdade!!! Melhor resolver tudo antes de fazer qualquer coisa que deixe marcas em alguém.

Beijos.

Carol...... disse...

Nossa q horror, ja pensou isso acontecer, eu morreria!!Mas isso é pq hj mts homens procuram na internet o desejo sexual enrustido ou o q a mulher n faz em casa, mais ou menos tbm, pq mts vzs a mulher da conta de tudo inclusive de saciar o marido, mas o amor já n existe mais e esse prefere procurar surpresas fora do relacionamento!!
A única coisa q eu acho é q isso acontece pq a maioria dos homens prefere ter uma mulher ali pra fazer presença nos eventos e n tem coragem de se parar ou de ficar sozinho!!
Bjs

eLi disse...

Simone! Sim, quando a atitude da pessoa fere uma terceira, já não vale. Não é justo. O ser humano é tão livre, para quê se prender e fazer-se vítima de algo que está somente na sua cabeça: o preconceito??
Beijão e valeu pela sempre presença!

É, Carol! A coisa tá solta e cada vez mais sem lógica!
A impressão que dá é que tudo justifica.
Honestamente não acredito em "procurar o que a mulher não faz em casa". Não neste caso de sair com homem: é identidade enrustida mesmo! Uma coisa é você querer um plus no relacionamento com a mulher.
Outra é você usar isso e sair com uma pessoa do mesmo sexo. Isso é ser gay.
Seja a sociedade opressora, seja a família opressora, seja o auto-preconceito opressor. E tudo vai ficando reprimido.
Ao mesmo tempo em que muita gente tá se assumindo aí, tem muitos que escondem-se nesta instituição "segura": o casamento hetero.

Carol! Obrigado pela visita, viu? Volte sempre!