quinta-feira, 16 de julho de 2009

Contagem regressiva


A fase é para mudanças.
Porque é preciso e esperado.
De ares, de mares. De (m)ares.
Escolhas, decisões, trocas,
Provisórias e (quem sabe) permanentes.
Quem sabe?

Faltam 100 dias agora.
A certeza é quase total.
Para a hora do embarque
E a descoberta do novo.

Será hora de trocar temporariamente,
A vida de jornalista,
Pela de aventureiro e bellboy,
Mensageiro de navio.
Para ver, sentir, experimentar.
TRABALHAR!
Para retornar com a bagagem cheia.
De sonhos, expectativas e novos sonhos.

É preciso arriscar enquanto se pode,
É preciso tentar enquanto é possível.
Não se pode recusar, sem antes conhecer.
Não há como conhecer, sem vivenciar.
Será hora de se jogar,
Cair no mar.

15 comentários:

Arnaldo disse...

Eli,

Pouca coisa se parece tanto com a minha maneira de pensar quanto isso que você escreveu:

"É preciso arriscar enquanto se pode,
É preciso tentar enquanto é possível.
Não se pode recusar, sem antes conhecer.
Não há como conhecer, sem vivenciar.
Será hora de se jogar,
Cair no mar."

Clélia Riquino disse...

Caro Eli,

Cito Fernando Pessoa: "Navegar é preciso, viver não é preciso". Possivelmente, as palavras do poeta comparam a precisão da navegação com a imprecisão da vida. Ambas, uma aventura, deliciosamente atraente! Viva, navegue, aventure-se, arrisque-se!

bj,
Clé

eLi disse...

É totalmente vero, Arnaldo e Clélia! No início, as dúvidas eram imensas, sobretudo as que diziam respeito a convenções, rótulos por parte de terceiros e críticas...
Resolvi mesmo arriscar! Estar aberto ao que vai acontecer!
A vida, como citado, não é precisa mesmo. E nem precisa!

Obrigado pela visita, sempre e desde sempre!

Carol Binato disse...

Como conversamos hoje, 16 de julho, por volta das 12h:
Colocamos obstáculos antes mesmo de começar a trilhar o caminho! Rotulamos atitudes, coisas que desconhecemos e pessoas que iremos conhecer.
Dúvidas precisam ser respondidas... e para isso precisamos navegar, só assim se obtém as respotas.

eLi disse...

Carol, pensei exatamente o mesmo, quando estávamos falando!
Isso é a vida, né?!
É uma prova de que devemos sim, fugir de destinos pré-feitos, não se importar com nada além da própria vida!
"Dúvidas precisam ser respondidas", bela colocação! E, se tudo der certo, lá vou eu buscar as minhas respostas!

Beijão!

Jairo Souza disse...

Parabens Eli! Arriscar é sempre essencial, a mudança e inconstância deveria fazer parte de cada ser vivente! Abçs!

eLi disse...

Obrigado mesmo, Jairo!
O pior é que essa característica é mais presente e comum do que se pensa na vida das pessoas.
É questão de estar preparado para decisões...

Abração!

Ives Nelson disse...

Os 100 dias precedem e sucedem a espera

Tanto tempo eu esperei por isso,
tanto tempo eu sonhei com cada detalhe.
Nem parece ser verdade.

Mas ao mesmo tempo,
eu sinto que posso com o mundo,
cheio de esperanças, expectativas.

Sinto-me mais eu,
mais sabedor do que eu quero,
dono de pisaduras fortes,
um leão, um milhafre,
pleno, determinado.

Eu já nem sei se eu estou preparado...

Ives Nelson

eLi disse...

Olha o Ives surpreendendo de novo...
Muito bom mesmo! Eu diria mais: essas palavras seriam um complemento perfeito (uma espécie de pós-experiência) para minhas atuais "pré-expectativas"! Visionário, seu texto foi bem adiante do post.

Abração!

carla yabico disse...

Vou seguir os seus conselhos. Vc tem razão... é hora de arriscar!

eLi disse...

É, Carla...nada de arrependimentos por não ter feito! Nunca!

Beijão!

Bartira disse...

Bom, é pouco dizer que te desejo tudo d emelhor nessa nova empreitada. Só vou sentir falta do meu melhor amigo... Mas mesmo longe estaremos perto... Te adoro!

eLi disse...

Dear, mesmo um em terra e outro em mar, estaremos, de alguma forma, perto mesmo!
É assim mesmo, certas escolhas demandam alguns sacrifícios.

Beijão, saudades!

Nanuni Kokoritu disse...

Excelente post/poema!

eLi disse...

hehehe!
Obrigado, Nanuni!
E tenho aprendido muito no teu blog!