quinta-feira, 2 de abril de 2009

Dúvida

Andava na rua, quando levou uma pedrada e caiu.
Certeira, bem na cabeça. Mortal.
Foi vítima de uma brincadeira de garotos de rua, à toa.
Morreu e, no mesmo dia do infeliz acidente, foi imediatamente sepultado.
Há quem diga que o corpo no caixão ainda estava quente.
Mas em cidade pacata, povo pacato, somente deram conta de enterrá-lo.

2 comentários:

nora disse...

credo !!! aconteceu mesmo?
bjs, querido, valeu a visita. ah te respondi o post sobre ensaio de orquestra. bjs

eLi disse...

Pois é, Nora, é real.
Não de hoje ou do ano passado, mas parte de memórias da minha mãe.
São aquelas coisas reais, que arrepiam e a gente nem acredita que aconteceu.

Já estive lá, sim, em seu blog esses dias. Quando não estamos fazendo o que gostamos (tocar celo, por exemplo, sempre fica a saudade)

Beijão