quarta-feira, 15 de abril de 2009

Lição

Quase Páscoa.
A praça cheia de crianças num sábado.
Um bairro carente.
Um homem que fez de tudo para poder oferecer seus poucos e pequenos ovinhos de chocolate.
Crianças felizes à espera do doce.
O carro da reportagem chega e deixa o homem simples em lágrimas.
Alegria, festa e chocolate.
Abraços, agradecimentos e uma derrubada na grama.
Ao se despedir daqueles que foram reportar a festinha,
De forma humilde e inocente,
O homem festeiro tira do bolso cinco reais,
E oferece a eles, para que tomem um refresco ou comam algo.
“Trate de guardar esse dinheiro! Você está louco?
Viemos aqui fazer nosso trabalho. Já somos pagos para isso!”,
Dizem, de forma muito humorada, o fotógrafo e a repórter.
Por dentro, surpresos, impressionados. Tocados.
Com tamanha humildade e inocência.
Daquele homem, que nada tem de posses,
Mas que trabalha sempre para alimentar sonhos.
Deles, delas, seus próprios e de quem sonhar.

2 comentários:

♪ Lorena disse...

...lindo!

me deixou sem palavras.


beijos!

eLi disse...

É, Lorena!
Coisas que, pela nossa profissão, somos obrigados a presenciar.
É por essas e muitas outras que vale a pena!

Beijão!