segunda-feira, 8 de junho de 2009

Homem também chora

Ele saiu com o casal que há tempos vem trocando mensagens.
Um divertimento moderno a três, após uma leve prévia na semana passada.
Um quarto de motel, conta rachada entre ele o marido dela.
Para os dois, seria a primeira vez que incluíam um outro cara na relação.
Para ele, o incluído, não se tratava de estreia. Há tempos.

O clima aconteceu rápido com o novo elemento na cama,
E a ajuda de uns comprimidos,
Rolou duas vezes seguidas.
Uma parada para conversa, o trio resolveu se conhecer.

No papo, ele fez algo diferente, se abriu ao casal.
Disse sobre a existência de sua esposa,
Falou sobre dificuldades que ela vem enfrentando,
Com diversas idas a hospitais, por problemas ainda não identificados.
Fez ainda um pequeno relato de suas décadas ao lado dela.

Esse tipo de conversa causou um efeito estranho nele.
Mesmo sobre efeitos de estimulantes,
No auge da noite, que pretendiam estender por mais horas,
Mesmo com toda experiência em saidinhas com casais,
Sentiu-se mal, mas consigo mesmo. Nem deixou transparecer aos namorados.

Por fim, ele vai para o banheiro,
Ter suas lágrimas escorrendo junto com a água do chuveiro,
Pois ele também chora.
Enquanto isso, deixa o casal na cama, que a essa altura estava empolgado,
Nem sequer notaram a turbulência em que o cara experiente se enfiou.

Para ele, ficou claro que nessas horas não deve falar de seu lado pessoal.
Ou que deve começar a pensar nesse tipo de relação que leva.
Pesar as aventuras que tem com mulheres diferentes,
E as saídas com casais,
Enquanto sua mulher está em casa.

Talvez fique com a primeira opção,
É a que mais sabe fazer,
É a mais fácil de cumprir.

5 comentários:

Ives Nelson disse...

Rapaz... essa me tocou!

Carol Binato disse...

O casamento e a promiscuidade... o amor e o sexo... Pq não fazer sexo com quem se ama? Pq viver um casamento sustentado por mentiras? Às vezes, não consigo entender?!

eLi disse...

Interessante, hein, Ives?! Você quer falar sobre isso?!?!?
Abração!

Carol...o homem e suas complicações! Bem do tipo "Porque facilitar se é possível complicar?"
Beijo!

carla disse...

é incrível como as pessoas brincam com os sentimentos dos outros!

eLi disse...

Isso depende do que significa os sentimentos, né Carla?
É uma coisa de ter medo, mas a fidelidade entre esse povo tá difícil, hein?!
Se certos desentendimentos com a namorada virar desculpa para ele ir atrás de uma outra curtição, já pensou que loucura o mundo vai ficar??
E o pior é que normalmente o outro lado, no caso a mulher que está em casa, nada sabe...

Beijão!